_________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________

29 de jul de 2012

Quer um taxi?

Em São Paulo, o empresário Nathan Ribeiro desenvolveu um sistema pela internet que permite ao passageiro localizar um táxi bem rápido, via satélite.


“Cada táxi tem um aparelho que é rastreado por GPS e esse aparelho comunica a cada 30 segundos as coordenadas do veículo. No momento em que a solicitação de corrida acontece, o sistema rastreia o táxi livre mais próximo do cliente, em um raio de sete quilômetros, e envia para ele um convite para realizar a corrida. O taxista aceitando, a corrida é realizada.”

Na prática, funciona assim: o cliente entra na internet pelo computador ou celular, solicita uma corrida de táxi, e pode até escolher como quer o serviço.

“Além de informar o endereço onde está localizado, ele pode fornecer preferências com relação ao taxista e ao táxi, por exemplo, (...) um taxista que seja fluente em inglês e que também pague com um determinado cartão de crédito”, explica o empresário.

Em segundos, o sistema faz a busca e localiza o táxi mais próximo que atende às exigências do passageiro. O taxista aceita o pedido - e o sistema envia a confirmação. Para o passageiro, não há nenhum pagamento extra, basta fazer o cadastramento pelo site. A empresa ganha cobrando comissão do taxista: R$ 4 por corrida.


Em dois anos, a previsão é estar em todas as capitais brasileiras que sediarão os jogos da copa do mundo. Para o empresário, contudo, o mercado é muito mais amplo:

“Nós iniciamos com o táxi, porém existem outros serviços onde é muito importante a proximidade do demandador com o provedor, por exemplo, serviços de moto boy, serviços de guincho, serviços de manutenção de elevador, eletricistas, encanadores etc. Nesse mercado nós esperamos crescer bastante”, afirma.

No site, há também informação para a instalação do aplicativo Taximov para smartphones.

Nenhum comentário: