_________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________

1 de jun de 2011

Acha que já viu tudo?

Não conheço Maricá, nem o autor desta mensagem.
Mas o que ele (ou ela) conta que está acontecendo por lá é algo espantoso, surreal.
Há um delírio tomando conta do país, que está sendo exemplificado em Maricá com quase todas as letras (pois ainda há mais, no alfabeto completo).
A parte inicial da notícia é o lamento. Mais adiante, em vermelho, a explicação.
..................................................................................................

MARICÁ (RJ) está abandonada




“Venha conhecer Maricá , antes que a cidade acabe!” – esse era o refrão que fazíamos até pouco tempo. Mas, a situação piorou nesses últimos 2 anos. E por isso, não podemos mais usar esse slogan.
No máximo, meu caro turista, poderemos dizer a você: Venha ver o que sobrou de Maricá! A fotografia acima não foi tirada no Iraque. Foi tirada de dentro de um carro. Ao fundo – não parece – é a pista por onde os automóveis, as bicicletas, os pedestres deveriam passar. Aproveite para reparar na fiação dos postes que já envergam, por causa do impacto no solo. Quando um morador lhe disse que certa rua “fechou”, ele está querendo dizer que o mato e o lixo tomaram conta da rua. Este é apenas um pedaço da cidade de Maricá que bem representa o restante do Município. Culpa das chuvas de verão? Culpa de São Pedro? Culpa do turista que não tem mais o que fazer e vem reclamar dessas coisas? Não, responsabilidade do Poder Público Municipal. Cadê a Prefeitura? Cadê o retorno do IPTU, ISS, ITBI e das taxas, que são bem caros?
Se fossem somente essas crateras o problema de Maricá, você, turista, poderia ficar despreocupado. Que é que tem uns buraquinhos e uma suspensão de carro arrasada? Faz parte de sua aventura – assim devem pensar alguns secretários municipais. Mas, acredite, isso é o de menos.
Maricá não possui segurança pública. Não faz tempo, pegaram o chefe do tráfico da Rocinha dentro de um condomínio no Itaocaia Valley. Ele descansava durante o dia e à noite seguia para o seu ofício, no RJ. Bandidos não são bobos. A polícia aperta na cidade do Rio, eles fogem para o interior. Essa é a grande solução que os poderes públicos do estado do Rio estão encontrando pra dar segurança à cidade maravilhosa: expulsar os bandidos de lá. Se vão se esconder nas cidades interioranas, o problema é dessas cidades... E aqui terão um campo muito fértil para atuar: muitas crianças, jovens, pouca oferta de emprego e diversão e lazer, poder público omisso, muitos dólares circulando por causa do COMPERJ, dos resorts estrangeiros, do CT do Vasco, etc. Já levaram 2 vezes o caixa eletrônico do posto-BB da Prefeitura, e ano passado assaltaram o caixa, à mão armada, diante de centenas de funcionários e contribuintes! A prefeitura só quer saber de contratar empresas de fora e encher o cofre. O estado que cuide da segurança pública.
Quem vive há décadas em Maricá nunca pôde imaginar que a cidade chegaria ao ponto a que chegou. Quando que iríamos pensar em ver crianças pedindo esmola na rua ou cheirando crack? Quando iríamos pensar em sofrer saidinhas de banco ou sequestros relâmpagos? No Rio e em São Gonçalo, sim, mas não em Maricá!! Quem imaginaria engarrafamentos de trânsito aqui? Quem pensaria em ver um dia mendigos e camelôs infestando as calçadas diante de pequenos e médios empresários garroteados com impostos?
Você, turista, veja com os próprios olhos, para não achar que aqui fazemos propaganda política ou ideológica ou contra o governo. O prefeito que aí está foi eleito com expressiva maioria, nós demos um voto a ele. Mas, fomos traídos. Em suas justificações, Quaquá diz que precisou de 2 anos para arrumar a casa! E diz agora que foi abandonado pelo Governador Sérgio Cabral. Ou seja: até agora o governo só fez foi arrumar a casa!
Porém, Maricá é uma cidade extensa. O prefeito tem que ser o síndico da cidade inteira e não somente da “casa”. Mas, afinal, o que Quaquá quer dizer com arrumar a casa?
É um ato falho, conforme ensina Freud. Na verdade, sua grande realização em 2 anos serviu para uma turma se arrumar na “casa”. Quaquá resolveu importar quadros do funcionalismo de outras prefeituras petistas. Dê uma olhada com mais atenção no JOM, e perceba o festival de nomeações e contratações – os chamados cargos comissionados. Foram criadas 26 secretarias e 98 subsecretarias! Niterói tem 500 mil habitantes e possui 24 secretarias; Nova Iguaçu, com 900 mil residentes, não tem metade dos comissionados de Maricá, com 117 mil habitantes. A coisa é tão descarada, que Quaquá criou a Subsecretaria de Relações Exteriores para nomear Wellington Ribeiro, que já esteve na Nicarágua pra dar uma força aos “companheiros” revolucionários sandinistas. Criou também, dentro da Secretaria de Esportes três subsecretarias: Subsecretaria Municipal de Fomento da Prática Esportiva; Subsecretaria Municipal de Fomento ao Desporto; Subsecretaria Municipal de Fomento da Melhoria da Qualidade da Saúde Através do Esporte. Existe alguma diferença entre essas subsecretarias? Claro que não. Foram criadas para acomodarem amigos. Ele criou também a Subsecretaria Municipal de Apoio aos Condomínios do Gabinete do Vice-Prefeito. “Apoio aos condomínios”? E por que não se criar uma “subsecretaria de apoio às casas de vila”? Ou quem sabe “subsecretaria de apoio aos prédios”? Não para por aí. Existe a Subsecretaria Municipal de Informações Estratégicas e Apoio Logístico e a Subsecretaria Municipal de Monitoramento de Projetos e Planejamento Estratégico. Para que servem essas nomenclaturas tão pomposas? Até parece que se trata de uma cidade grande e populosa. Para que servem as Subsecretaria Municipal Executiva de Reestruturação da Máquina Administrativa e a Subsecretaria Municipal de Avaliação e Mudanças da Máquina Administrativa? Trata-se de temas iguais que caberiam em uma só subsecretaria, a bem da economia do Erário. Se você não acredita, então vá até o site da Prefeitura.
A prefeitura de Maricá, na pessoa de seu prefeito e de sua secretária de fazenda, respondem a dezenas de processos. Os motivos são vários. Desde Improbidade Administrativa, que rende 5 CPIs ao prefeito, até processos abertos no Ministério Público e na Polícia Federal. Há farta documentação e provas de que houve superfaturamento pela Secretaria de Obras. Foi feito um cálculo: se tudo o que foi comprado chegasse de fato à Maricá, o trânsito pararia, de tantos caminhões enfileirados na rodovia! Quando estourou esse escândalo, foram verificar in loco a empresa fornecedora e encontraram um “armarinho”, uma lojinha que só servia para constar no endereço, em Niterói!
A secretária de fazenda veio de Manaus. Saiu de lá sendo processada pelo vereador Marcelo Ramos. Tenho certeza de que os eleitores desse destemido vereador estão satisfeitos com ele, lá em Manaus. Ele não teve medo de entrar com uma Ação Popular contra ela. Funcionários da prefeitura denunciaram e ele percebeu os esquemas que iam sendo montados. Ah! Como ia ser bom se tivéssemos aqui em Maricá Vereadores que fizessem juz a seus salários, apenas fazendo o que deviam: fiscalizar as contas do governo! Maria Helena é fiscal de rendas de Niterói e já passou por várias prefeituras, sempre como “secretária de fazenda”. Aqui em Maricá ela é “interina” em mais 4 secretarias importantes. Em Nova Iguaçu, “trabalhou” com Lindbergh Farias. Lá ela fez passar a Resolução Nº 004/2006, onde coloca Flávio Consoline para fazer parte de comissão que aprovaria empresa de software de uma empresa da família – a DSF. Ela é sócia-proprietária de uma Consultoria – a CTM, que faz consultas no ramo tributário. Flávio está a frente da Informática e continua participando dessas “comissões para software” aqui em Maricá. Há diversos processos questionando a lisura das licitações milionárias. Principalmente com Peça Oil Distribuidora, DBseller, Engebio, Fortstone, etc.
Há várias coisas “curiosas” acontecendo na Administração Pública de Maricá. Por exemplo: a prefeitura assinou com EASY CAR - que curiosamente é de “Brasília’ – contrato de aluguel de 6 carros por 580 mil reais, pelo prazo de 1 mês! Tem também a empresa LUXOR, que está fazendo reparos no prédio da prefeitura, que assinou convênio com o BNDES, pra subsidiar com 10 milhões de reais. LUXOR consta como prestadora de serviço na prefeitura petista de CAMPINAS / SP, neste Caso Palocci II.
Aqui a imprensa oficial é o jornal JOM, que só aparece quando e para quem quer, com prazos de até 1 mês de atraso. Fica impossível se controlarem socialmente os gastos do governo municipal. Transparência zero. É por isso que há diversos processos no MP e praticamente toda semana chega uma ordem judicial à nossa prefeitura. Vexame.
O governo municipal não pensa num projeto de médio e longo prazos. O negócio dele é vender rapidamente um bom pedaço de Maricá para algum grupo multinacional. Vai maquiar a cidade com alguns empregos temporários, o que atrairá migrantes em busca de trabalho. Vai acontecer o mesmo o que se deu em tantas outras cidades que cresceram articificialmente, apenas sob o ritmo da ganância de políticos e grupos econômicos sem escrúpulos. Veremos nascerem favelas. Tráfico de drogas, saidinha de banco, seqüestros relâmpagos, assaltos e estupros, já estão presentes aqui – como nunca estiveram – mas, daqui por diante vão aumentar em escala surpreendente.
O (des)governo municipal quer mostrar rapidamente ao estado e ao Brasil que é “moderno”: “Vejam, nós temos Cidade Inteligente, nós temos firmas que agilizam serviços”. Factóides. Criação de simulacros. Nunca os serviços públicos estiveram tão morosos como hoje. Uma urbanização e uma modernização feitas às pressas vai deixar a cidade cheia de gargalos e distensões técnicas. Além do mais, isso não é sinônimo de qualidade de vida. Tentou criar revistinhas e jornaizinhos para pôr sua cara e fazer campanha com dinheiro público e se deu mal, o MP chegou em cima. Está proibido por despacho de Procurador. Colocou umas torres em 11 pontos na cidade (quem serão os felizardos moradores que moram perto desses pontos?) e espalhou que era Internet “Gratuita”. Gratuita uma ova, sr. prefeito – essa Internet que o sr. chama de “gratuita” é subsidiada com o nosso suado dinheiro do IPTU, ISS, ITBI e taxas. Nem relógio trabalha de graça...
A saúde pública em Maricá é caso de polícia – todos sabem. Vidas estão morrendo nos leitos. Médicos são acossados, sem material e condições de trabalho. A dengue se espalha. Quaquá soltou o boato de que construiria um hospital de referência em Maricá!! Não há continuidade do serviço público. Não há planejamento estratégico de longo alcance! Apenas factóides para garantirem as eleições no ano que vem. Como, sr. prefeito, o senhor vai fazer o que não fez até agora, em um ano e meio? Vamos dar outro voto de confiança? Só se fôssemos otários ou masoquistas, sr. prefeito. Não é à toa que corre pela cidade o grande jargão sobre o senhor: esse prefeito, pra ficar “ruim”, tem que melhorar muito!
Mas, não podemos confundir o “governo de Maricá” com Maricá inteira. A cidade, graças a Deus, não graças ao governo, é muito maior que essas políticas de rapinagem que estão fazendo aqui. Suas belezas são superiores a essa feiúra de narizes empinados que sobem as escadarias do prédio da prefeitura, saboreando alguns meses de poder, como fossem verdadeiras majestades. Maricá sobreviverá a essa nuvem negra – negra como o petróleo do COMPERJ – que paira sobre ela, que veio soprada de outros rincões.
Em Maricá também temos pessoas de coragem, que são verdadeiros heróis. Sem recursos financeiros ou políticos, utilizam-se de uma arma, que é das mais fortes – a Verdade. Com seus mouses conseguem denunciar as falcatruas do município, mostrando que o Rei está nu. Não têm medo de retaliações, num município sem segurança, em que já houve vários atentados a pessoas públicas e várias ameaças de morte. Inclusive, por telefone. São as nossas minorias abraâmicas. São nosso Rei Davi, que girando uma pequena pedra, alcança e derruba o gigante do poder público e econômico. Parabéns a Ricardo Vieira, pela sua coragem e determinação de salvar a cidade, botando a boca no trombone. Bem escreveu um internauta: o Território Livre é o nosso Wikileaks. Parabéns a Tiago Rangel, que hoje paga o preço de viver ocultado em razão de ter denunciado tudo ao MP! Parabéns a todos os que se empenham em mostrar a Verdade! Deus sempre os proteja e os ilumine!
Meus pêsames a quem, podendo, não moveu uma palha para desbaratar a quadrilhagem que busca a todo custo se instalar em Maricá. Pêsames àqueles que – tendo a função social de investigar e denunciar – apenas fizeram jogo de cena.
Se você também ama esta cidade, tome uma iniciativa. Não peço que se filie a partido algum, você é livre para escolher em quem votar. Apenas se posicione quanto ao descaso do desgoverno de Maricá, nesse momento tão crucial. Vamos usar as redes sociais – que são as ferramentas de hoje em dia. São nossas armas pacíficas, para que mais gente saiba o que acontece aqui, nessa linda cidade cercada de verdes morros, lagoas e praias de águas límpidas que infelizmente sofre invasão de abutres, ratos, raposas e camaleões que são muito mais nocivos que o pobre caracol africano e o pernilongo. Para que outros saibam que aqui existe um povo e trabalhadores competentes para assumirem o destino de sua cidade. Saibam vocês que isso o que aí está não nos representa. Aqui o povo não governa. Quem governa Maricá são forasteiros apenas interessados em fazerem pé-de-meia e trampolim para candidaturas políticas. O que essas pessoas entendem de Maricá, para oferecer o que a cidade precisa realmente? Podem entender de fazer licitações em tempo record, mas de Maricá nada sabem, pois caíram aqui de paraquedas sobre nossas cabeças. Divulgue esse e-mail. Seja um Ciberativista. Denuncie para os Blogs, para amigos e parentes. VAMOS SALVAR MARICÁ! Se não acredita no que foi dito, verifique abaixo. Ou converse com alguém mais antigo na cidade. Fique à vontade.
http://www.marica.com.br/2011/mail/0605maricabrasilia.htm
http://www.marica.com.br/territoriolivre.htm
http://www.elizeupires.com/2011/05/marica-sa.html
http://www.elizeupires.com/2011/05/mp-aumenta-colecao-de-inqueritos-do.html
http://madrid.indymedia.org/node/14671
http://www.marica.com.br/2011/mail/0804mh.htm
http://www.portaldoholanda.com/noticia/3711-maria-helena-acusada-de-direcionar-licitacao.html
http://www.marica.com.br/2011/docs/1504carguinho.htm
http://www.maricaemfoco.com.br/online/index.html
http://tavares-falatudo.blogspot.com/2011/05/tentaculos-dos-ptralhas-marica.html
http://www.youtube.com/watch?v=p4anN6DEgfs

2 comentários:

Anônimo disse...

É triste, mas é verdade. Tenho conhecidos na cidade. A natureza do lugar é uma das mais belas que já vi. Mas, em compensação, os governantes...

Anônimo disse...

A petralhada descobriu que Maricá recebe 20 milhões em royalties POR MÊS! Quer dizer, isso é muito mais do que o Palocci ganhou em quatro anos. Ele ganhou em 4 anos o que Quaquá recebe todo o mês, durante o mandato. Era para Maricá ser agora uma cidade de primeira... Pra onde foi todo esse dinheiro. E ainda tem as licitações! Que farra...