_________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________

24 de jun de 2013

Ghost-writer propõe discurso alternativo a Dilma


de Leandro Ruschel :

Brasileiros e brasileiras, venho hoje a noite abrir o meu coração com vocês e fazer algumas revelações. A verdade é que eu já defendi o uso da violência para fins políticos no passado, inclusive contra a democracia. O meu grupo roubou, sequestrou, matou e hoje eu percebo que tal atitude foi um erro. Portanto eu peço aos jovens que não cometam o mesmo erro que eu e abram mão da violência. Eu farei de tudo para que a força policial combata com toda a energia qualquer ato contrário às leis.

Em segundo lugar eu preciso confessar a vocês que eu nunca fui uma boa gestora, isso foi inventado pelos marqueteiros. Em todas as experiências de gestão que tive fui um fracasso. Pretendo corrigir esta falha contratando os melhores profissionais de cada área para assumir os ministérios. Inclusive farei um corte e ficarei apenas com 12 ministérios.

Errei ao fazer um acordo com Lula, não serei mais o poste dele. Agora percebi que na verdade ele usa todo o poder dele para detonar o meu governo, assim ele pode se candidatar novamente para presidente no ano que vem. Com o tempo descobri que o PT é um partido que não tem verdadeiramente uma ideologia. Quando eu era comunista pelo menos acreditava naquela história de uma sociedade mais justa. O PT só quer usar essa bandeira para chegar no poder e manter o poder.

Os meus assessores mais próximos cometeram desvios porque essa é a regra no partido, não a exceção. Eu disse para eles que seria um erro o partido defender os condenados no mensalão, mas eles não quiseram saber. Diziam que era só dar mais bolsas e uma copa do mundo que o povo ficaria quieto. Vou parar de me esforçar para indicar juízes do Supremo que melem o julgamento.

Também confesso que não entendo nada de economia. Eu queria o Palocci dando as cartas, mas ele era tão corrupto que não consegui mantê-lo. O Mantega garantiu que tínhamos caixa para continuar a farra do crédito até 2014 e os investidores internacionais aguentariam mais algumas intervenções e controle sobre o câmbio, mas o Bernanke resolveu desligar a impressora e o plano foi por água abaixo. O Arno Augustin disse que daria uma boa maquiada nas contas mas o mercado descobriu e pegou mal. Achei que liberando grana para alguns grandes empresários via BNDES estaria tudo certo, inclusive a grana para a próxima eleição, mas agora eles já estão querendo apoiar o Aécio. E os especuladores da bolsa teimam em não acreditar nas minhas mentiras! Juro que aprendi a lição, vou chamar o Meirelles para arrumar a casa e vou deixar de brincar de economista.

Não aceitarei mais fazer acordo no congresso com essa banda podre e antiga que controla o país desde sempre. A partir de agora vou deixar um microfone aberto para gravar todas as conversar que tenho com Sarney, Renan e outros corruptos. Não mais colocarão a faca no meu pescoço por mais verbas para desviarem. Eu percebi que eles querem cargos, ministérios e estatais para poderem desviar mais dinheiro. Por isso vou privatizar todas as estatais. Além de ser a decisão mais acertada, não precisarei mais inventar outros nomes para as privatizações que eu já fiz. Cortarei 50% dos cargos públicos em todos os poderes e com isso cortarei os impostos para os cidadãos que realmente produzem.

Não vou mais enrolar as pessoas com essa reforma política que o PT defende. O que o meu partido realmente quer é verba pública de campanha e lista fechada para impedir que novos nomes entrem no cenário além de não terem o trabalho de ter que desviar os recursos. A partir de agora defenderei a reforma política com voto distrital, que baixaria o custo das campanhas e criaria uma verdadeira representação do povo em cada distrito com o seu candidato eleito.

Para combater o crime lutarei por uma reforma do código penal que aumenta sensivelmente as penas e investirei tudo que eu puder em mais polícia e mais presídios. O cidadão brasileiro não tem dezenas de seguranças como eu e não pode ficar a mercê da bandidagem livre nas ruas. A corrupção será considerada um crime hediondo com pena de 30 anos. Revogarei esse absurdo chamado progressão de pena, que hoje serve apenas para deixar bandidos livres nas ruas.

Não mentirei mais para vocês sobre os médicos cubanos. Nem médicos eles são...na verdade queríamos trazer agentes cubanos para dar sequência à estratégia do tio Fidel de transformar a América Latina numa grande ilha comunista. Por enquanto só o Chávez realmente conseguiu. A Kirchner quase conseguiu, mas os argentinos ainda resistem. Mas agora percebi que não temos o povo na mão e os brasileiros não engulirão a estratégia do Foro de São Paulo. Nem MST nem MPL ou outras ONG's compradas vão resolver isso.

Brasileiros e brasileiras, peço desculpas em nome do meu partido por tudo que NÃO fizemos até hoje. Na verdade surfamos a onda das reformas bem feitas pelo FHC por um cenário internacional muito positivo para inflar uma falsa riqueza baseada no crédito fácil, no consumo e em bolsas. Não investimos em educação porque sabíamos que o povo burro seria o nosso trunfo. Mas com esses protestos eu entendi e vamos mudar. Por favor me deem uma nova chance.

Presidenta Dilma Rousseff

(plotado por R.R.Dias)

Nenhum comentário: